Pare e repare como costuma analisar a maioria dos seus dias!

Costuma agradecer ou costuma queixar-se das coisas más que lhe aconteceram.

Onde está o seu foco?

Para que lado pende a sua balança?

Efetivamente, a maioria das pessoas têm uma tendência constante em focar-se nos problemas, nos obstáculos, nos contratempos.

E não é que eles não sejam importantes, pois são eles que nos permitem avaliar, aprender, melhorar.

Mas deixarmos que o nosso foco se mantenha em permanecia no “dark side of the force” (pequena referência à Guerra das Estrelas) não é a atitude mais saudável.

O foco nas coisas boas que nos acontecem ao longo do dia é essencial não só para a nossa felicidade como também para a nossa saúde.

O problema é que não conseguimos valorizar as coisas simples e pequenas que temos à nossa volta, pois criámos o hábito de só nos focarmos nas coisas negativas ou de só valorizarmos as coisas com uma dimensão significativa.

Já reparou que só o facto de estarmos vivos é uma bênção?

Repare:

– O nosso cérebro pesa mais do que 1 Kg e é a casa de cerca de 25 biliões de neurónios;

– Temos mais de 220 biliões de células;

– A quantidade de veias, artérias e vasos capilares que temos, daria para dar a volta ao mundo 2,5 vezes;

– Temos 206 ossos;

– Temos cerca de 2 metros quadrados de pele;

– Temos cerca de 5 milhões de pelos;

– Os nossos rins filtram cerca de 180 litros de sangue num dia;

– Por dia respiramos cerca de 17000 litros de ar;

– Bombeamos pelo menos 5 litros de sangue por minuto;

– O nosso coração bate mais de 110000 vezes por dia;

– Somos geradores de vida a um nível espetacular: uma mulher nasce com cerca de 400000 óvulos e o homem liberta entre 250 e 500 milhões de espermatozoides em cada ejaculação.

E o funcionamento desta máquina perfeita, nós, é de uma complexidade tal que, mesmo depois de todos os anos de existência, ainda não a conseguimos compreender na totalidade.

Mas quantas vezes agradece só o facto de estar vivo?

Se o seu ponto de partida for esse, vai ver que o seu dia está preenchido de coisas boas, sejam elas apenas pequenas e simples, em comparação com a meia dúzia (e por vezes nem tanto) de coisas más que possam ter acontecido.

A tendência é engrandecer o mau e minimizar o bom.

Mas a culpa não é nossa…

Esta forma de avaliação tem-nos sido incutida ao longo dos tempos e os avanços tecnológicos, por melhores que sejam, contribuíram muito para isso.

Ora vejamos:

– Os jornais nacionais nos canais generalistas tem uma duração de cerca de 1h30. Praticamente todas as notícias são de teor negativo: desgraças, enfermidades, previsões negativas, etc.

– Os meios noticiosos em papel seguem a mesma linha noticiosa;

– A maioria das coisas que repassamos via Facebook, Instagram, Messenger, WhatsApp, etc. são relacionadas com atos de violência, de carência ou de desrespeito.

Nós somos diariamente bombardeados com situações desagradáveis e isso faz com que este exercício de nos focarmos no positivo seja extremamente difícil, mas não impossível.

Até porque se fizer do ato de agradecer um hábito, terá inúmeros benefícios:

– Torna-o mais saudável, tanto a nível do corpo como da mente, pois melhora a qualidade do sono, o que se traduz em menos cansaço e em melhor humor. Além disso, alguns estudos referem a sua influência na capacidade de regeneração em vários estados patológicos.

– É um estímulo aos seus relacionamentos, promovendo a melhoria de relacionamentos atuais e estimulando novos relacionamentos.

 – Deixa-o mais feliz, pois tal como mencionei anteriormente coloca o seu foco no que é positivo e incentiva o seu bem-estar.

– Combate estados depressivos e de ansiedade, por afastar pensamentos e emoções tóxicas.

– Ajuda a desenvolver a sua autoestima, pois muda o foco para o seu potencial e para as suas qualidades e ajuda-o a afastar-se de comparações com os outros.

E por tudo isto que aqui deixei, as minhas dicas para começar este exercício e torná-lo um hábito são:

– Agradeça os pequenos atos dos outros, como deixá-lo passar no transito ou numa porta;

– Antes de se deitar agradeça pelo menos 3 coisas que aconteceram ao longo do seu dia;

– Agradeça e reconheça todos os gestos de simpatia e carinho que tiverem consigo;

– Caso tenha algum “obrigado” que ficou por dizer, vá lá e diga-o!

Vai ver que trazer gratidão à sua vida é torná-la mais feliz e completa!

E eu deixo-lhe aqui a minha gratidão por ter lido o que aqui lhe deixei até ao fim.

Obrigada!

 

Leave a Reply

×